história
missão
diretoria
conselheiros
comissões
organograma
equipe
estatuto
regimento interno
localização
competência
FAQ
ouvidoria
contato

como registrar-se
renovação/2ªvia
reativação de             registro
transferência de             registro
baixa de registro
troca de             categoria
inclusão/licenciatura
            bacharelado
isenção/anuidade

como registrar-se
Autônomo
            Localizado
renovação
            certificado PJ
baixa de registro
reativação
            de registro
responsabilidade
            técnica
alterações
requerimento bônus
lista/academias

boleto

departamento de
            fiscalização
processos
            administrativos
formulários de
            impugnação e
            recurso / prazo
denuncie
ações
municípios
            fiscalizados

DECISÕES
Decisões Judiciais
ELEIÇÕES
legislação
galeria de fotos
galeria de videos
eventos
cursos
licitação
notificações

07/07/2021 15:39
Por: Comunic.Ativa Assessoria de Imprensa CREF11 MS

Uma década do Profissional de Educação Física na Atenção Primária


Em Campo Grande-MS, o Profissional de Educação Física já atua há dez anos na atenção básica, nos núcleos de apoio a saúde da família, nos centros de reabilitação, na gerência de alguns programas, atenção primária, núcleo de especializações e muito mais.

Márcio Sampaio Costa é Conselheiro do CREF11/MS e está há 10 anos no serviço de saúde público. Passou pela atenção primária, cuidando da reabilitação de hipertensos, diabéticos, pessoas com problemas posturais e dores crônicas também, e há exatamente um ano, atua no Centro de Atenção Psicossocial, atendendo pacientes com depressão, ansiedade, bipolaridade e esquizofrenia.

Para Márcio, a importância do Profissional de Educação Física está em propiciar o tratamento não medicamentoso, o que diminui a quantidade de remédio que o paciente precisa tomar, evitando os efeitos colaterais dessas medicações.

“O Profissional de Educação Física tem uma visão diferente do que é a doença e pode implementar o que livros de saúde pública sempre prescreveram, que seria a mudança nos hábitos. Além de trabalhar com tratamentos não medicamentosos, o profissional consegue dar uma melhor qualidade de vida para os pacientes. É um dos profissionais da área da saúde que trabalha muito na prevenção, como no tratamento das doenças”, ressalta Márcio Sampaio Costa.

Ele ainda exemplifica como seu trabalho influência a vida de quem é atendido no serviço de saúde. Explica que tratamento apenas com remédios, como ansiolíticos e antidepressivos, podem deixar os pacientes mais lentificados. E devido a isso, há uma diminuição da prática de atividades físicas, “o que pode agravar outros problemas como colesterol alto, obesidade e dores crônicas”, conta.

Segundo o Profissional de Educação Física, o paciente que desenvolve atividade física regular tem um pensamento mais rápido, toma decisões mais rápidas e trabalha melhor estresse, ansiedade e fobias. “A atividade física é muito importante para esses pacientes, porque há uma grande liberação de hormônios tipo a adrenalina, que dá uma certa prontidão, a pessoa fica mais ativa. E as endorfinas atuam diminuindo dores, diminuindo a ansiedade e aumentando o prazer e a felicidade”, Conclui.

O secretário de saúde de Campo Grande, José Mauro Filho, reforça a importância do profissional de Educação Física na saúde pública, sobretudo nas práticas de promoção e prevenção de agravos abrangendo todos os ciclos de vida.

“Esse profissional cumpre um papel fundamental, sobretudo na Atenção Primária, que é a porta de entrada do SUS. É onde o paciente tem o seu primeiro contato com o serviço de saúde e tem 80% dos seus problemas resolvidos. Desta forma, através do acompanhamento das gestantes, crianças, adolescentes, adultos e idosos, é possível estabelecer ganhos significativos na melhora da qualidade de vida destes pacientes”, complementa.

Conforme o secretário, os profissionais têm sido fundamentais, inclusive, no enfretamento da pandemia e no processo de vacinação contra a Covid-19. “Eles têm auxiliado no fluxo de atendimento de pacientes sintomáticos respiratórios, escuta qualificada nas unidades de saúde e no fluxo de vacinação nos drives de vacinação do nosso município, o que contribui significativamente com o nosso trabalho”, diz.

O município de Campo Grande lançou, em 2019, a primeira residência multiprofissional em saúde da família, prevendo cinco vagas para Profissionais de Educação Física que estão em formação para auxiliar nos atendimentos da rede municipal de saúde. No mês passado, a Secretaria Municipal de Saúde lançou processo seletivo de preceptoria para profissionais que já atuam na rede.

O Profissional de Educação Física atua na promoção da saúde, com ações educativas para população e para os demais profissionais da saúde pública, levando conhecimento sobre exercícios, hábitos de vida saudáveis, cuidados com o corpo e melhora da saúde mental dos usuários SUS.

A prevenção de agravos em usuários com comorbidades pré-existentes e o combate do sedentarismo são realizados através de atividades individuais (consultas ou atendimentos domiciliares) e coletivas (grupos e ações nas salas de espera dos postos de saúde) visam sempre o cuidado integral da pessoa, a sua socialização e estimulam o pertencimento do paciente ao posto de saúde.

Os atendimentos compartilhados entre o Profissional de Educação Física e os demais profissionais do posto de saúde aumenta o escopo de conhecimento e melhora o cuidado para o paciente, realizando a manutenção da saúde, o controle das doenças, e de seus agravos, a melhora dos índices de saúde e da qualidade de vida dos pacientes, além de criar e fortalecer laços entre a população e a Estratégia de Saúde da Família.

Ações realizadas:
Consultas e acompanhamento individual
Atendimento Domiciliar na equipe multiprofissional
Grupos de ginástica laboral (com os funcionários do posto) e de atividades físicas orientadas (com pacientes da área)
Participação nos grupos de gestantes, planejamento familiar, hipertensos e diabéticos, idosos, combate ao tabagismo, bolsa família, saúde mental, grupos EmagreSUS e ações da unidade de saúde voltadas para o calendário da saúde.
Alguns Profissionais de Educação Física têm formação nas PICs (Práticas Integrativas Complementares), atuando com Yoga, Shantala, Meditação entre outras

O CREF11/MS parabeniza a todos os Profissionais de Educação Física que atuam na saúde.

| veja mais | | voltar |

email:
cref11@cref11.org.br

Rua Joaquim Murtinho, 158 - Centro - Campo Grande - MS - 79002-100
Telefone: (67) 3027-9100
 developed by