Conselho Regional de Educação Física da 11ª Região

Mato Grosso do Sul

Um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) mostrou que a prática de atividade física por pacientes que passaram pela cirurgia bariátrica estimula a diminuição do apetite e da fome e o aumento da saciedade. O artigo foi publicado na revista científica International Journal of Obesity em dezembro de 2022.

Os cientistas mostraram que a prática de exercícios físicos iniciada três meses após a cirurgia tem efeitos em redes cerebrais associadas ao consumo alimentar, que são modificadas pela obesidade.

O estudo envolveu 30 mulheres entre 18 e 60 anos que realizaram a bariátrica, e durou nove meses. Três meses após o procedimento, metade das participantes foi instruída a praticar exercícios físicos sob orientação profissional durante seis meses. Elas se exercitavam três vezes por semana com treinos de resistência e aeróbicos. A outra metade, por outro lado, não fez nada.

Para analisar o efeito que a prática de atividade física causaria nas mulheres recém-operadas, os pesquisadores fizeram um exame de ressonância magnética funcional: o teste mostra a ativação de regiões do cérebro durante o exercício. O grupo de controle também passou pelo mesmo processo, que foi realizado no início do estudo, após seis meses e, por último, no final dos nove meses.

Com a análise dos exames, os autores do estudo observaram que o grupo que se exercitou apresentou uma maior ativação no núcleo hipotalâmico medial, região relacionada à supressão do apetite e ao aumento do gasto energético, enquanto o grupo de controle não teve diferença nos exames.

Fonte: Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *