Conselho Regional de Educação Física da 11ª Região

Mato Grosso do Sul

Uma ação conjunta do CREF11/MS e Procon interditou uma academia clandestina em Campo Grande, na manhã desta quarta-feira (13). O local que funcionava dentro de um centro comunitário, no Bairro Otávio Pécora, não tinha registro no CREF11/MS, alvará sanitário e documentações da prefeitura para funcionamento. O estabelecimento estava sendo investigado desde o ano passado pelo Conselho e pelo órgão de proteção do consumidor.

O local ainda apresentava condições insalubres para a prática de atividade física, com materiais e equipamentos precários. “O Conselho está nas ruas fiscalizando, e com a ajuda do Procon coseguimos retirar do mercado um local clandestino que oferecia sérios riscos à saúde da população”, destaca o vice-presidente do CREF11/MS, Joni Guimarães, que também é presidente da Câmara de Fiscalização do Conselho.

Além disso o estabelecimento não tinha profissional habilitado para dar aulas de musculação, que é um Profissional de Educação Física, com bacharelado. A pessoa responsável pelo local é formada em Educação Física, com licenciatura, o que permite apenas aulas em escolas. “O profissional licenciado, tem habilitação apenas para atuar em escolas, não tem capacidade técnica para trabalhar em academias”, destaca o vice-presidente do CREF11/MS, Joni Guimarães.

Mesmo funcionando em centro comunitário e de forma irregular, ainda era cobrada mensalidade dos alunos. Segundo as denúncias recebidas pelo Conselho, a pessoa responsável estava impedindo que os moradores do bairro utilizassem as demais dependências do centro comunitário, como quadra de areia e de futebol. O local agora segue interditado para funcionamento até que sejam sanadas todas as irregularidades encontradas.

Acesse o site www.confef.org.br e veja se o seu professor é Profissional de Educação Física. Digite o nome completo desejado no campo “busca por registrados”. Se você não encontrar o registro denuncie: fiscalizacao@cref11.org.br ou pelo WhatsApp: (67) 9 9987-8366.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *